RMC ACOMPANHA VISTORIA NO TERMINAL RODOVIÁRIO DE SÃO LUIS E PARTICIPA DE AUDIÊNCIA SOBRE INTERDIÇÕES NO LOCAL

Vistoria e audiência de conciliação foram realizadas pelo juiz Douglas Martins para avaliar situação e buscar uma proposta para início de obras em área parcial interditada no local 

(Foto: Divulgação)

Na manhã de quinta-feira (31), o diretor da RMC Comércio e Serviços Ltda, empresa que administra o Terminal Rodoviário de São Luís, Ricardo Medeiros, acompanhou a vistoria solicitada pelo titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da capital, juiz Douglas de Melo Martins, para avaliar in loco a situação do telhado na área do desembarque, que foi interditada a pedido da Defesa Civil, há cerca de sete meses. Em seguida, Ricardo Medeiros também participou de audiência de conciliação realizada no Fórum de São Luís.

(Foto: Divulgação)

Nesta audiência foi apresentada uma proposta para que a RMC inicie a reforma na área interditada enquanto o processo de licitação da concessão da gestão do Terminal seja concluído, garantindo a ela a indenização do investimento das obras antes da assinatura do contrato, caso o resultado do certame seja alterado. Em virtude disso, uma nova audiência foi remarcada para a próxima segunda-feira, 04, para definir possibilidade de acordo entre as partes para que RMC inicie as obras de reparo no local.

Ainda durante a vistoria no Terminal, o diretor da RMC, Ricardo Medeiros, explicou à imprensa que a empresa cumpriu e foi a única empresa habilitada em todas as etapas do processo de licitação do Governo do Estado. Além disso, Ricardo falou sobre as demais reivindicações dos comerciantes do Terminal. "Quando fizemos a proposta para o Terminal durante o certame, uma delas foi exatamente a reivindicação dos comerciantes quanto à localização dos boxes, além do projeto para reforma do telhado, que também foi aprovado”, destacou afirmando ainda que aguarda assinatura do contrato para fazer demais obras necessárias no local.

(Foto: Divulgação)

A vistoria e a audiência de conciliação realizadas na manhã desta quinta-feira,31, contaram também com a presença da equipe de engenharia técnica da RMC, do presidente da Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB), Lawrence Melo, e de representantes da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), da Associação de Permissionários da Rodoviária (Rodoservice), do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário e de Fretamento do Maranhão (SETREFMA), da OAB Maranhão e demais agentes públicos.

Avaliação

O juiz Douglas Martins Melo averiguou a situação de segurança, mobilidade urbana, assuntos emergenciais, interdição e funcionamento do Terminal Rodoviário. "Levando em conta o que nós vimos aqui, teremos condições de encontrar um caminho para resolver", avaliou.

(Foto: Divulgação)

Sobre a situação e finalização do processo licitatório, o presidente da MOB, Lawrence Melo, informou que, mesmo com o certame concluído, aguarda a finalização de decisões judiciais para declarar qual empresa será vencedora do certame. "Esperamos a conclusão de todos os processos pendentes e assim podermos celebrar este contrato".

Para o representante da SETREFMA, Ubaldo Silva, a vistoria foi importante para a justiça ver de perto a situação e buscar uma solução. "É necessária uma resolução dessa obra, pois do jeito que está não é bom para ninguém, nem para os passageiros nem para os comerciantes. A atual administração do Terminal também precisa de uma garantia de continuidade para poder investir em uma eventual reforma e percebo que é a intenção dela garantir este investimento", opinou

Nenhum comentário:

Postar um comentário