CDL SÃO LUÍS ORIENTA VAREJISTAS SOBRE MEDIDAS DE PREVENÇÃO DO COVID-19

[Foto: Divulgação]

A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís / CDL SLZ divulgou nota com sugestão de diversas medidas de prevenção que devem ser adotadas de imediato pelas lojas em São Luis; de modo a colaborar com o atual processo de prevenção da doença na capital maranhense, nesse momento em que ainda não há nenhum caso registrado de pessoas infectadas pelo Corona Vírus na cidade.

A CDL recomendou aos lojistas disponibilizar aos clientes, assim como a todos os colaboradores, dispensers com álcool gel para higienização pessoal; assim como reforçar a limpeza com uso de álcool 70% de áreas como pisos, corrimões, maçanetas e banheiros, balcões e demais equipamentos de uso público. Outra recomendação é manter os ambientes sempre arejados.

Nos atendimentos presenciais, é recomendável que seja adotado o distanciamento de pelo menos 1 metro entre as pessoas. E sempre que possível, utilizar mais os meios digitais para atendimento nesse momento.

Vale reforçar a necessidade de todos os colaboradores priorizarem o uso de utensílios pessoais (copos, xícaras, talheres e pratos) e não compartilharem os mesmos sob nenhuma hipótese. Em caso de algum colaborador estar com sintomas suspeitos de contaminação pelo corona vírus, o mesmo deve se manter afastado do trabalho, em isolamento residencial segundo orientações médicas.

Todas as medidas preventivas devem ser adotadas pelos lojistas de forma urgente e compartilhadas com todos os colaboradores. A CDL São Luís acredita que, com o atendimento destas recomendações, será possível que o comércio varejista colabore com a prevenção e eventual enfrentamento do corona vírus na capital maranhense, sem a necessidade de interrupção das atividades comerciais.

“O funcionamento das empresas varejistas é de fundamental importância para a economia da cidade, não podemos parar, mas devemos sim, adotar todas as medidas possíveis de prevenção”, afirmou o Presidente da CDL SLZ Fábio Ribeiro.

Quanto à retração na movimentação de consumidores no comércio da cidade, a CDL São Luis afirmou que ainda não é possível prever numericamente o impacto econômico da atual situação varejista.

Postar um comentário

0 Comentários