SINPOL MA ACOMPANHA E FISCALIZA CUMPRIMENTO DE MEDIDAS DE ENFRETAMENTO AO NOVO CORONAVÍRUS

[Foto: Divulgação]

Tem sido intensa a agenda dos representantes do Sindicato dos Policiais Civis do Maranhão no acompanhamento, fortalecimento e fiscalização da situação dos servidores espalhados por todo estado, no enfrentamento ao novo coronavirus, COVID-19.

As ações de acompanhamento são feitas através do recebimento de denúncias, por meio de redes sociais e aplicativos de comunicação, além do site do SINPOL MA. Apesar da sede administrativa ter suspendido as atividades, como forma preventiva, os serviços da entidade continuam para garantir a preservação da saúde dos policiais civis no exercício de suas funções. 

Na última semana, mais um passo importante foi dado através de uma reunião entre o presidente do Sinpol-MA, investigador Klinger Moura, o diretor jurídico da entidade,  escrivão Alberto Nunes, com o Delegado Geral da PCMA, Leonardo Nascimento e assessora, escrivã Jaciane Monteiro.

A reunião tratou das iniciativas da Delegacia Geral para envio de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para unidades policiais da capital e do interior, afim de garantir a prevenção dos profissionais da categoria.

De acordo com o delegado Geral, os policias civis em efetivo exercício de suas funções devem solicitar, por escrito, máscaras e  álcool gel, que serão disponibilizados às delegacias da capital e interior.

O Sinpol teve acesso ao controle de entrega dos EPI’s e constatou que várias regionais ainda não fizeram a solicitação, como, por exemplo, Pinheiro, Viana, Imperatriz, Santa Inês, São João dos Patos, Barra do Corda, Caxias, Barreirinhas e Cururupu. Para mudar este cenário é necessário que seja feito um pedido formal a Delegacia Geral.

 “Vale ressaltar que o SINPOL MA adquiriu máscaras que estão sendo entregues em vários plantões e, também, em unidades de polícia judiciária. É de extrema importância que continuemos a exercer o companheirismo peculiar da categoria, onde policiais civis somem esforços na distribuição dos EPIs em cidades próximas que estejam em suas rotas”, destaca Klinger Moura

Postar um comentário

0 Comentários