Ticker

6/recent/ticker-posts

Diversidade23 do Maranhão cobra apuração rigorosa para assassinato brutal de jovem gay


Jefferson Taylor, coordenador do Diversidade 23 do Maranhão (Foto: Reprodução)
O coordenador do cidadania Diversidade 23 no Maranhão, Jefferson Taylor, cobrou neste domingo (18) que as secretarias de Segurança Pública e de Direitos Humanos do Estado investiguem e prendam os responsáveis pelo brutal assassinato de Pedro Antônio Oliveira dos Santos , de 27 anos, conhecido como a drag queen Paula Ferraz.

Desaparecido no dia anterior, o jovem foi encontrado morto na sexta feira (17). Segundo informações preliminares, após ser assassinado, ele foi enterrado em um terreno baldio entre os bairros da Cohab e Basílio, em São Luís, capital maranhense. Taylor, que acompanha o caso, pede que a investigação da polícia não descarte a homofobia como uma das principais motivações para o crime.

“Não podemos deixar que mais um crime como esse fique apenas nos dados do boletim de ocorrência. Além de cobrar a Secretaria de Segurança e os Direitos Humanos, estamos em contato com a Defensoria Pública para que preste a assessoria necessária à família. Vamos cobrar que a decisão do STF, que reconheceu o crime de homofobia, seja cumprida”, disse.

Um dos principais suspeitos do assassinato mora nas proximidades onde o corpo foi encontrado e estaria foragido. Para Jefferson, a brutalidade do crime indica tratar-se de homofobia, o que tem de constar da ocorrência policial.

“É importante que o crime de homofobia não seja descartado da linha de investigação por parte da polícia porque nós, pessoas LGBTs, vivemos constantemente reféns da ação desse tipo de criminoso. Além disso, essa linha de investigação pode ajudar a elucidar os fatos e levar à prisão do assassino. Esse crime não pode ficar impune”, defende.


Fonte: cidadania23.org.br

Postar um comentário

0 Comentários