Ozonioterapia em Pets: Conheça mais sobre o tratamento

Utilizada na medicina veterinária, a técnica já é considerada eficiente em cães e gatos

(Foto: Ilustração)

Em meio à pandemia, a ozonioterapia despertou curiosidade e provocou até mesmo polêmica entre aqueles que buscavam alternativas para o tratamento da Covid-19. Mas o que muitos não sabem é que a terapia já é considerada uma verdadeira aliada para a saúde dos pets.

Caracterizada pela conversão de moléculas de oxigênio em gás ozônio, a técnica pode ser utilizada, assim como nos humanos, em diversas indicações, que vão desde o alívio de dores e inflamações,  até a redução de tumores. 

“A ozonioterapia é um tratamento complementar aos tratamentos tradicionais que serve para ajudar os nossos pets a se recuperarem muito mais rápido. Pois o ozônio tem um efeito antimicrobiano, analgésico, bactericida, fungicida, imunomodulador e também é utilizado no tratamento de algumas neoplasias, ou seja, em supostos casos de câncer”, explica Rayule Cristina, médica veterinária do PetMania.

Rayule Cristina, médica veterinária do PetMania. (Foto: Divulgação)

Para ser utilizado em fins medicinais, é necessário que tanto a geração, quanto a manipulação do gás seja feita da maneira correta, com a utilização da máquina geradora de ozônio e outros equipamentos.  

“Inicialmente, aplicamos o oxigênio medicinal na máquina e após a convenção, já temos o ozônio pronto para ser usado. A aplicação pode ser feita de várias formas: insuflação (retal), endovenosa, intramuscular, intra-articular e subcutânea”, comenta a profissional. 

Rayule esclarece ainda que a outra forma de aplicação do ozônio são os banhos feitos através da água ozanizadas. “O banho ajuda na capacidade imunomoduladora e isso beneficia muito os animais que têm problemas de pele, como dermatite atópica, por exemplo, e as dermatites causadas por fungos”, disse.

Vale destacar que a quantidade de ozônio é controlada e existem protocolos veterinários para cada caso. Além da exigência de somente ser operado por profissionais capacitados. 


Postar um comentário

0 Comentários