Governo inaugura Borboletário e autoriza obra de expansão do Parque do Rangedor 

Visitantes vão conhecer de perto os ciclos de vida de uma borboleta (Foto: Gilson Teixeira) 
Um laboratório vivo para observação do ciclo da vida de diversas espécies de borboletas, com acesso gratuito para toda a população, localizado em uma região central de São Luís. Essas são as principais características do novo Borboletário do Parque Estadual do Rangedor, espaço inaugurado na tarde deste sábado (3). 

A ideia do equipamento é estimular a educação ambiental, especialmente entre o público infantil, uma vez que a observação dos estágios da vida de uma borboleta poderá despertar a sensibilidade e o respeito ao meio ambiente. Mas o Borboletário deve atrair um público heterogêneo, já que no local será possível compreender a importância desses insetos na preservação e manutenção de ecossistemas. 

(Foto: Gilson Teixeira)
“Nós criamos esse espaço belíssimo para que possamos trazer as crianças, os estudantes, as universidades e os professores. Para que nós tenhamos não só essa conscientização com a educação ambiental em nosso estado, como também para que o Borboletário sirva como piloto para projetos que nós podemos desenvolver sobre a questão ambiental”, frisou o secretário de Estado do Meio Ambiente (SEMA), Diego Rolim. 

Com investimento na ordem de R$ 161 mil, o Borboletário foi construído pela Equatorial Maranhão em parceria com a Secretaria de Estado de Governo (Segov) e a SEMA – estas duas últimas ficarão responsáveis pela manutenção e gerenciamento do local. 

Durante a inauguração, a gerente de Comunicação do Grupo Equatorial Maranhão, Gisele Colins, falou sobre constante participação da empresa, na implantação de projetos tecnológicos e ecológicos no Parque do Rangedor. 

“Desde 2019 estamos presente aqui no Parque do Rangedor, com o sistema de vídeomonitoramento, que foi uma doação do Grupo Equatorial, juntamente com a Árvore Solar [que oferece recarga para aparelhos eletrônicos. Agora o Borboletário, que vem trazer uma oportunidade de lazer, de promoção da educação ambiental para nossa população. E até o final do ano esperamos entregar o projeto de mobilidade elétrica, firmado em parceria com o Governo do Estado, juntamente com a estação de bicicletas”, destacou Gisele Colins. 

No Borboletário, os visitantes poderão conhecer de perto todos os ciclos de vida de uma borboleta, que perpassa por quatro fases: o ovo, a larva, a pupa e o estágio adulto, como explica a bióloga Rosilda Carvalho, responsável pelo Borboletário. 

“Aqui no viveiro de visitação acontece a reprodução das borboletas. Elas vão se alimentar, vão encontrar um parceiro, vão cruzar, vão pôr os ovos nas plantas e esses ovos vão ser colocados em potinhos. Após isso, a lagarta vai nascer, vai ser transferida para caixas maiores, e cada espécie será colocada em uma caixa, sendo que as folhas serão trocadas diariamente, porque elas têm que se alimentar de folhas frescas. Isso até o momento em que ela vai virar uma pupa. Ela vai passar cerca de 10 a 15 dias, dependendo da espécie, em forma de pupa. Quando emergir para a fase adulta será transferida novamente para o viveiro de visitação para recomeçar um novo ciclo”, detalhou a bióloga. 

Expansão do Rangedor 

Na ocasião, o governador também assinou ordem de serviço para o início das obras de ampliação do Parque do Rangedor. Com um investimento de mais de R$ 7 milhões, o parque ganhará novas praças, trilhas, playground infantil, espaço para alimentação, estacionamentos e banheiros. 

Após conhecer o novo Borboletário e autorizar as obras de expansão do Parque do Rangedor, o governador Flávio Dino falou à imprensa sobre essas duas novidades. 

“Aqui no Rangedor estamos tendo hoje duas conquistas: a primeira é o Borboletário, que é um equipamento de educação ambiental, para crianças, adolescentes, para todas as idades; e temos também a ampliação do Rangedor. Eu assinei hoje a autorização, as obras começam segunda-feira, de mais R$ 7 milhões de investimento para que o Rangedor seja ainda maior, ainda melhor, preservando o meio ambiente com todos os cuidados, para que tenha trilha ecológica, novos equipamentos e com isso mais pessoas possam ver essa maravilha que é esse grandioso parque preservado no coração da nossa capital”, pontuou Flávio Dino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário