MESMO NO ENTRA E SAI DA UTI, EDILSON WANDERLEY PODE SER UM ASPIRANTE A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS

Edilson Wanderley é um grande lutador das causas diabéticas


A mais de dois meses, Edilson Wanderley vem lutando pela saúde no leito do hospital, devido complicações diabéticas. Entre vai e volta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e perca da metade de uma das pernas. Edilson afirmou que pode concorrer a uma vaga no legislativo municipal, tudo vai depender de seu estado de saúde é claro.

Mesmo com dificuldade na fala, Edilson afirmou que a sua luta é pela saúde.

"A minha luta é contra essa doença maldita, uma luta a favor da saúde dos nossos ludovicenses".

Ainda na UTI, Edilson comemorou a aprovação da lei de autoria do deputado estadual Adriano Sarney(PV) de n° 049/2020. Que visa o diagnóstico prococe da diabetes nas crianças e adolescentes matriculados nas instituições publicas de ensino fundamental e médio. Projeto de lei esse que teve grande participação de Edilson. A lei segue para sanção do executivo.

Sem condições de comparecer a convenção de seu partido, o Partido Verde(PV). Edilson foi representado por sua esposa, a engenheira, Lídia Flor.

Edilson segue internado, mas segundo ele:
"Vou sair de mais essa, com fé em Deus e em nossa Senhora de Nazaré, vamos lutar por uma das 31 vagas na Câmara Municipal de São Luís"

QUEM É EDILSON WANDERLEY

Edilson é um dos maiores lutadores das causas diabéticas na capital, há anos diagnósticado com diabetes, Edilson criou a ONG Vidas e Saúde, onde realizou centenas de ações sociais em diversos bairros de São Luís. Anos depois idealizou e presidiu a ADIMA (Assossiação dos Diabéticos do Maranhão) que logo depois, quando Edilson começou a militar também pelas causas dos hipertensos, passo a chamar ADIHMA (Assossiação dos Diabéticos e Hipertensos do Maranhão)

Edilson Wanderley teve grande participação também na lei de autoria do deputado estadual Roberto Costa(MDB) que garante prioridade em atendimento de órgãos públicos e privados para pacientes Diabéticos.

Postar um comentário

1 Comentários