Ticker

6/recent/ticker-posts

I FESTIVAL ESPORTIVO QUILOMBOLA ACONTECE NO MARANHÃO

Evento tem objetivo de despertar em mulheres, jovens e crianças o empoderamento feminino, a autoestima e a atenção à saúde


Acontece no Maranhão, durante os meses de outubro, novembro e dezembro, o I Festival Esportivo Quilombola do Maranhão, com uma programação que visa despertar em mulheres, jovens e crianças o empoderamento feminino, a autoestima e a atenção à saúde. O Festival é idealizado por meio de parceria entre a Secretaria de Estado da Igualdade Racial e Instituto de Solidariedade e Inclusão Social – Solis, com patrocínio da Equatorial Maranhão por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

Serão realizadas ações esportivas, palestras de educação, saúde e cidadania, além da estruturação dos espaços físicos, garantindo a continuidade dessas ações. Os municípios de Bequimão, Itapecuru e São Luís serão atendidos pelo projeto no período de 16 de outubro a 30 de dezembro de 2020.

A perspectiva do Festival é a reversão de dados do IDH - Índice de Desenvolvimento Humano que demonstram que o estado do Maranhão está em uma das piores posições da Federação, bem como em relação ao crescimento da desigualdade e da taxa de analfabetismo. O projeto busca a inclusão social, financeira e intelectual que o esporte pode proporcionar de forma rápida e eficaz.

No último fim de semana foram iniciadas as oficinas de mobilização de comunidades quilombolas na cidade de Bequimão, contando com a participação de 4 comunidades no município e visando o despertar do interesse e incentivar a prática esportiva no Festival. A oficina está sendo conduzida pela professora Keila Carvalho, licenciada em Educação Física, especialista em psicomotricidade.

Para o executivo de comunicação da Equatorial Maranhão, Carlos Hubert,

“projetos como esse são essenciais, pois promovem a inclusão dentro das comunidades quilombolas, levando cidadania, acesso a benefícios tais como a tarifa social de energia que concedem desconto na conta de energia e atividades esportivas. O nosso foco é de valorização da cultura e inclusão social”, enfatizou Carlos Hubert. 

Postar um comentário

0 Comentários