Ticker

6/recent/ticker-posts

Aluna do Dom Bosco é vice-campeã do concurso de redação da OAB-MA

 O Tema foi os 30 anos do estatuto da criança e adolescente (ECA) 

A aluna Caroline Moreira de Souza, do 9º ano do Colégio Dom Bosco que brilhou no concurso de Redação da OAB-MA sobre os 30 Anos do ECA. (Foto: Divulgação)

A aluna do 9º ano do Ensino Fundamental do Colégio Dom Bosco Caroline de Souza comemora o segundo lugar no Concurso de Redação promovido pela OAB-MA e que teve como objeto de estudo As Três Décadas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)  e como tema “A Gravidez Precoce em Questão no Brasil: O que fazer diante desse problema?”.

Para a correção dos textos, foram considerados os seguintes aspectos: Modalidade Escrita Formal em Língua Portuguesa, Compreensão da Proposta de Redação, Seleção e Organização dos Argumentos, Construção da Argumentação, Proposta de Intervenção, além de outros critérios relacionados à Situação do Texto, especificados no edital. Para Fábio Oliveira, professor de Língua Portuguesa há 27 anos e um dos avaliadores da redação, o nível das redações foi bem alto: “Eu considero elevado o nível dos candidatos. As redações demonstraram um alto grau de informação em relação ao tema, com bastante propriedade, um bom domínio da norma culta gramatical e, sobretudo, da estrutura do texto dissertativo-argumentativo”, avaliou.

Caroline Moreira de Souza fez um total de 960 pontos e vai ganhar um telefone celular como prêmio:

“Esse foi um tema muito importante de ser discutido e para mim, foi uma experiência maravilhosa ter participado desse concurso pois pude dividir meus conhecimentos sobre essa questão e ainda medir minha habilidade com outros concorrentes. Agradeço todo o apoio que recebi da minha escola e dos meus pais, todos me estimularam muito nesse processo”, disse a aluna premiada.

O professor de Redação do Dom Bosco Thiago Ericeira ressalta a importância do ato de escrever para a vida, e que envolve o desenvolvimento de diversas habilidades comunicacionais:

“Quem escreve bem também fala bem, sabe articular e defender suas ideias e até como cidadão pode defender melhor os seus direitos básicos. Isso tudo é praticado e aperfeiçoado nos alunos com o texto escrito e para nós é sinal de muito orgulho ver o desempenho brilhante da Caroline nesse certame”, disse o professor.  

Postar um comentário

0 Comentários